Vampiros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vampiros

Mensagem por Raziel em Sex Jun 26, 2015 9:06 am


Vampiros
Sed lex dura lex
Vampiros são vitimas de outra infecção demoníaca, que os transforma em bebedores de sangue. Possuem presas afiadas retraídas, que se projetam quando a sede de sangue é provocada. O ato de beber sangue provoca uma onda de energia e vitalidade no vampiro. Estes seres, quando mais experientes, conseguem resistir à tentação e conter a vontade de extinguir o sangue, deixando as vitimas vivas e capazes de se recuperarem, mas novos vampiros podem ter problemas para controlar tal impulso. Pior, após a picada inicial de um vampiro, o veneno contido em sua saliva entorpece a dor e pode tornar a experiencia prazerosa para a vitima. O veneno age como um relaxante muscular e um estimulante, e até mesmo um Caçador de Sombras forte responde aos seus efeitos.

Vampiros são considerados "mortos-vivos"; isto é, seus corpos não estão mais vivos no sentido em que os nossos estão. As almas humanas residem nos corpos, mantidos intactos e animados pela doença demoníaca. Não podem ter filhos e podem criar novos vampiros somente por meio da mordida.




Transformação


Um humano não se torna um vampiro de uma hora para a outra. O humano - conhecido como incipiente -, após consumir uma grande quantia de sangue de vampiro deve morrer, ser enterrado e, ao renascer, deve sair da cova por conta própria. Como um fantasma, um incipiente que levanta do túmulo suga energia e força das coisas que o cercam, consumindo calor e produzindo um ponto notoriamente frio ao redor do túmulo. Quando ascende, estará quase selvagem e sedento pelo sangue, por isso, os incipientes são os vampiros mais perigosos.




Como são


Há tanta variedade entre vampiros quanto há entre seres humanos. Em uma forma mais geral, vampiros tendem a ser pálidos, amarelados e magros, como se fossem enfraquecidos por um subnutrição ou alguma doença devastadora. Contrariando as aparências, assim como os licantropos, possuem força, graça e velocidade sobre-humanas e, também, são capazes de se curar rapidamente de ferimentos humanos. Mais do que qualquer outro membro do submundo, os vampiros parecem já ter um pé no inferno e não estão completamente presentes no nosso mundo. Acredita-se que esta seja a razão pela qual eles não possuem reflexos nem deixam pegadas ou digitais ao se moverem pelo mundo. Não podem ser rastreados por métodos normais, nem demoníacos e nem dos Nephilim. Ficam à vontade na escuridão; seus olhos se ajustam ao escuro e enxergam quase instantaneamente, muito mais depressa do que olhos humanos. O mair poder vampiresco e, também, o mais perigoso, é a fascinação ou encanto. Vampiros conseguem, com um simples contato visual prolongado, convencer mundanos e até mesmo Caçadores de Sombras, de quase tudo e podem persuadi-los a quase qualquer coisa. É uma habilidade que precisa ser desenvolvida e praticada pelos vampiros, portanto, normalmente são os mais velhos e poderosos que conseguem utiliza-la.




Caso Encontre com um


Não olhe diretamente nos olhos de um vampiro. Não exponha seu pescoço nem as partes internas dos pulsos. Não acompanhe um vampiro desconhecido até um lugar estranho. Não beba nada de nenhum copo oferecido pelo vampiro, por mais que ele insista que é seguro. Não há motivos para ser simpático, mas eles não costumam levar insultos na esportiva. Não ridicularize sua aparência. Eles levam muito em consideração o fato de serem tratados com respeito e, apesar da Lei proibi-los de nos ferir, é prudente evitar a inimizade de um vampiro.




Vampiros e a lei


A Lei não é contra um vampiro consumir sangue de um humano, desde que o humano em questão continue vivo. Isso ocorre em função das propriedades de cura da saliva dos vampiros. Quando um vampiro bebe o sangue de uma vitima, aumenta a contagem de hemácias dela, tornando-a mais forte, saudável e capaz de viver por mais tempo. O efeito é pequeno, mas combate o efeito da perda de sangue, então, um humano mordido permanece intacto. Mas ainda assim, os riscos de matar um humano acidentalmente fizeram com que vampiros mais civilizados passassem a consumir sangue de animais.




Cultura


Assim como os lobisomens vivem em bandos, vampiros vivem em clãs, seguindo as ordens de um líder. Se consideram, de alguma forma, irmãos uns dos outros, não importa o clã o qual se filiem. Um vampiro que levantasse a mão para outro vampiro, a não ser no raro caso de uma guerra entre clã, seria considerado execrado pela comunidade.




Fraquezas


Vampiros são extremamente vulneráveis ao fogo. Apesar de serem mais fortes de "duráveis", eles possuem corpos mais fracos e menos resistentes a queimaduras. Quando expostos ao sol, são suscetíveis a queimas como papel, assim como com a luz de pedras enfeitiçadas, porém esta em escala menor. Luzes artificiais, elétricas ou a gás podem causar desconforto se forem forte o bastante, mas eles conseguem se manter intactos, a não ser que já estivessem fracos. Água benta e outros objetos bentos são prejudiciais a vampiros e destroem sua pele. De forma geral, símbolos sagrados podem ser usados contra vampiro se tiverem peso para este ao qual é endereçado. Um crucifixo pode repelir um vampiro que tinha crenças cristãs antes de ser transformado, mas um vampiro que em vida humana fosse budista, não reagiria a ele.





Raziel
avatar
Administrador
Idade :
2002

Mensagens :
133

Localização :
céu

Data de inscrição :
21/09/2014

http://theriseofshadows.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum